Mais do mesmo

Mais do mesmo... mesmo do que é demais! Há 13 anos... VOLTAREI A ESCREVER EM BREVE... maisdomesmo.np@gmail.com

domingo, 21 de março de 2004

Dia Mundial da Poesia - Alexandre O'Neill

De Porta em Porta

- Quem? O infinito?
Diz-lhe que entre.
Faz bem ao infinito
estar entre gente.

- Uma esmola? Coxeia?
Ao que ele chegou!
Podes dar-lhe a bengala
que era do avô.

- Dinheiro? Isso não!
Já sei, pobrezinho,
que em vez de pão
ia comprar vinho...

- Teima? Que topete!
Quem se julga ele
se um tigre acabou
nesta sala em tapete?

- Para ir ver a mãe?
Essa é muito forte!
Ele não tem mãe
e não é do Norte...

- Vitima de quê?
O dito está dito.
Se não tinha estofo
quem o mandou ser
infinito?

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Volte mais vezes...
 
AGRADEÇO A SUA PASSAGEM POR ESTE BLOGUE! COMENTE...