Mais do mesmo

Mais do mesmo... mesmo do que é demais! Há 13 anos... VOLTAREI A ESCREVER EM BREVE... maisdomesmo.np@gmail.com

domingo, 21 de março de 2004

Dia Mundial da Poesia - João de Deus

Minha Mãe

Quando a minha alma estende o olhar ansioso
por esse mundo a que inda não pertenço,
das vagas ondas desse mar imenso
destaca-se-me um vulto mais formoso.

É minha santa mãe, berço mimoso
donde na minha infância andei suspenso;
é minha santa mãe, que vejo, e penso
verei sempre, se Deus é piedoso.

Como línguas de fogo que se atraem,
àvidamente os braços despedimos
um para o outro, mas os braços caem...

porque é então que olhamos e medimos
a imensa distância donde saem
os ais da saudade que sentimos!

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Volte mais vezes...
 
AGRADEÇO A SUA PASSAGEM POR ESTE BLOGUE! COMENTE...