Mais do mesmo

Mais do mesmo... mesmo do que é demais! Há 13 anos... VOLTAREI A ESCREVER EM BREVE... maisdomesmo.np@gmail.com

terça-feira, 25 de setembro de 2007

Jogadoras nuas? Arranja-se...

Nos últimos dois dias o "Mais do mesmo" teve mais de 200 "pages views" por dia... grande parte à conta de buscas por "jogadoras de futebol nuas"!

Pois é... a culpa é de um post datado de Outubro de 2004, escrito na altura exactamente porque aparecia muita gente por cá à procura... do mesmo! :)

Aqui relembro o tal post:

**********************************

Tem sido muito frequente, pelo que tenho visto e me tem sido dito pelo meu porteiro, que vem aqui muita gente sempre com a mesma pergunta:

- É aqui que se podem ver umas jogadoras nuas?

A resposta tem sido sempre a mesma:

- Não!

Mas como muitos se têm ido embora frustrados, tristes, aborrecidos, sem vontade de voltarem, o Mais do mesmo, para esses e para todos os outros que não perguntam, mas pensam, aqui deixa uma expressiva fotografia com jogadoras nuas.

Jogadoras nuas

Assim o futebol seria mesmo um espectáculo, as atenções não estariam centradas nos dirigentes, as bancadas não estariam vazias (esta foto foi tirada num treino, daí não se verem espectadores) e não se discutiria tanto se a bola tinha entrado ou não. :P
Mas como "não há bela sem senão", acredito que a cada golo haveria invasão de campo!

Etiquetas: ,

domingo, 23 de setembro de 2007

Isto ainda agora começou...



... mas... ai que saudades da praia e das férias!...

(Podem não acreditar, mas já estou cansado...)

Etiquetas:

sexta-feira, 21 de setembro de 2007

Crimes com e sem sangue

Esta semana, em Coimbra, um fulano supostamente deprimido esfaqueou até à morte a moça com quem tinha terminado recentemente uma relação amorosa. Um caso macabro...

Também esta semana, na Lousã, foi a vez de um fulano de 60 anos esfaquear e matar um vizinho de 40, na sua própria casa, na presença da mulher e dos dois filhos... por - pelo que me constou -, o ter denunciado por maus tratos a um neto menor. Pelos vistos - boatos, talvez - foi a assistente social que se "descaiu"!

Mas que raio de mundo é este aqui à minha volta?!

Ora deixa-me cá ver se me lembro de não terminar a relação amorosa que mantenho com a mesma mulher há 11 anos e se me lembro de não denunciar ninguém... seja lá do que for! É que isto de "cidadania" é muito bonito... mas... mas... anda muito doido à solta por aí. E com a aplicação do novo Código de Processo Penal.... muitos mais vão andar!

E - bem sei - também tenho de ter cuidado com o que escrevo aqui... "não vá o Diabo tecê-las"! Não sou jornalista, não estou sujeito ao recém aprovado "Estatuto dos Jornalistas"... mas cada vez mais parece plausível e provável a ideia de que, muito em breve, nem sequer num blogue nos vai ser permitido expressar um qualquer pensamento que esteja em desacordo com aquilo que o Governo determinar que se deve pensar e dizer.

(Ooooops... acho que não devia ter escrito este último parágrafo!...)

Etiquetas: , ,

quinta-feira, 20 de setembro de 2007

Mais sobre Maternidades

Nascem muitas crianças em Coimbra. Exemplo disso são a minha filha, o meu afilhado e o irmão, os filhos de alguns amigos... e até dois dos meus sobrinhos!...

Umas nascem na Maternidade Bissaya Barreto, outras nascem na Maternidade Daniel de Matos. Algumas têm nascido na auto-estrada Figueira da Foz-Coimbra... e esses, qualquer dia, são bem capazes de fazer um clube, patrocinados pelo Ministro Correia de Campos! :)

Mas entretanto passou por aqui um "passarinho" que me contou que dentro de pouco tempo mais ninguém vai nascer na Maternidade Daniel de Matos. Já sabiam?

Pois é: mais uma que "vai à vida"!...

Etiquetas: ,

As AEC's não são obrigatórias, pois não, Sr.ª Ministra?

Podem não acreditar, mas houve quem me tivesse tentado convencer que a frequência das Actividades de Enriquecimento Curricular (AEC) no 1.º Ciclo é obrigatória.

Para tal, não usou o Despacho n.º 12 591/2006 (2.ª série) ou o Despacho n.º 16 795/2005 (2.ª série), mas sim o Despacho n.º 17 860/2007, nomeadamente o ponto 11 do artigo 12.º (Ocupação plena de tempos escolares), que diz:

11 — É obrigatória a frequência das actividades curriculares e de enriquecimento ou complemento curricular organizadas para assegurar o acompanhamento educativo dos alunos dos ensinos básico e secundário, sendo a ausência do aluno a tais actividades considerada falta à disciplina marcada no respectivo horário.

Inacreditável como se pode misturar as AEC do 1.º Ciclo com as "aulas ou actividades de substituição" dos 2.º e 3.º Ciclos e do Secundário (é isso, não é?)... inacreditável como se "esquece" todo o articulado anterior ao tal ponto 11, nomeadamente os pontos 6 e 7, onde se pode ler:

6 — Em caso de ausência do docente titular de turma às actividades lectivas programadas, a direcção executiva do agrupamento/escola deve providenciar a sua substituição nos seguintes termos:
a) Preferencialmente, mediante permuta da actividade lectiva programada entre os docentes da mesma turma;
b) Mediante leccionação da aula correspondente por um docente do quadro com formação adequada e componente lectiva incompleta, de acordo com o planeamento diário elaborado pelo docente titular de turma ou disciplina.
7 — Quando não for possível realizar as actividades curriculares nas condições previstas no número anterior, devem ser organizadas actividades de enriquecimento e complemento curricular que possibilitem a ocupação educativa dos alunos.


Não, não foi um qualquer encarregado de educação, uma qualquer funcionária ou um qualquer professor que leccione uma dessas actividades... foi mesmo o Presidente dum Conselho Executivo!

E não... não estou a brincar! É que eu sou um "professor-efectivo-não-titular"... não brinco com coisas sérias!

Etiquetas:

quinta-feira, 13 de setembro de 2007

Dalai Lama

É impressão minha... ou o Dalai Lama está a ser tratado, pelo Governo Português, quase como se fosse uma espécie de... "terrorista" ou ditador?

Nem quero imaginar o que fariam ao Robert Mugabe - coitado! - se, por acaso, ele se lembrasse de cá vir!...

Etiquetas:

domingo, 9 de setembro de 2007

Descobrindo Rilo Kiley



(... em alternativa)


Banda: Rilo Kiley (Jenny Lewis, Blake Sennet, Pierre de Reeder e Jason Boesel)
Faixa: Portions For Foxes
Álbum: More Adventurous
Editora: Brute / Beaute Records / Warner Bros

Mais dos mesmos aqui...

Etiquetas:

sexta-feira, 7 de setembro de 2007

António Arnault dixit

Miguel Carvalho fez a(s) pergunta(s), António Arnault respondeu:



E enquanto o partido não muda de nome, eu cá vou utilizando a expressão "ex-PS"... à falta de melhor (ou pior)!...

(Se tiverem oportunidade de ler a entrevista deste fundador do PS, não a percam)

Etiquetas:

quinta-feira, 6 de setembro de 2007

Aumento na prestação

Hoje ouvi falar muito no Banco Central Europeu, na Euribor, nas taxas de juro... e logo hoje, por coincidência, o meu banco enviou-me uma carta a dizer que eu terei de pagar mais 36 € que no mês passado. Contas feitas rapidamente dizem-me que, a manter-se assim "o preço" por um ano, pagarei mais 432 €, valor que daria para pagar duas mensalidades na creche da minha filha.

Comecei a pagar a prestação em Setembro de 2003. Passados exactamente 4 anos... pago mais 134,75 €, ou seja, pago mais cerca de 21%. Eu repito: 21%!

Sim, eu sei que não sou o único... e acho que nem sequer estou a queixar-me, mas apenas a verificar que cada vez mais é difícil viver em Portugal! Tudo sobe: o IRS, o IRC, o IVA, taxas "disto e daquilo", a gasolina, o gás, a água, o pão, a taxa de abandono escolar, o número de professores desempregados... uffff...

Mas como gostaria de utilizar neste post um antónimo da palavra "subir", quero terminar dizendo que estou a ver o meu poder de compra descer bastante.

E tu, que mais vês tu a subir e a descer?

Etiquetas: , ,

segunda-feira, 3 de setembro de 2007

Milhares no desemprego

© 2007 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A.
2007-09-03 20:49:10


(http://www.rtp.pt/index.php?article=296670&visual=16)

*********************************

A Fenprof acusou o Governo de estar a promover o equivalente a um dos maiores despedimentos colectivos no país, a propósito do concurso de colocação de professores, que, na primeira fase, deixou de fora cerca de 45 mil candidatos.

"Este é o maior ou um dos maiores despedimentos colectivos que teve lugar neste país da responsabilidade de um Governo que ainda por cima quando se candidatou e se apresentou a votos prometeu criar empregos", afirmou Mário Nogueira, dirigente da Fenprof.

Algumas dezenas de professores concentraram-se na Loja do Cidadão dos Restauradores, em Lisboa, numa acção simbólica que pretendeu dar voz aos docentes desempregados em todo o país, três dias depois de serem conhecidos os resultados da primeira fase do concurso de colocação de professores.

Segundo as contas da Fenprof, dos cerca de 45 mil professores que estão sem colocação, perto de 30 mil são professores com tempo de serviço e os restantes são professores profissionalizados, disse.

Com esta afirmação, Mário Nogueira pretendeu contestar a afirmação do Ministério da Educação à imprensa, segundo a qual a maioria dos candidatos não são professores mas sim jovens recém-licenciados à procura do primeiro emprego.

Mário Nogueira salientou ainda que dos 6.407 colocados, 3.155 "são professores que já são dos quadros", pelo que considerou que foram este ano efectivamente colocados 3.252 docentes.

Segundo a Fenprof, relativamente à "candidatura à contratação, dos 47.977 candidatos só foram colocados 3.252 em horários completos, correspondendo a 6,7 por cento do total".

Acrescem a estas candidaturas as de 989 docentes de "horário zero", dos quais 705 foram colocados, e as de 6.399 que fazem parte do quadro de zona pedagógica, dos quais obtiveram afectação 2.450.

Mário Nogueira salientou que, por isso, dos professores do quadro de zona pedagógica que concorreram, "62 por cento não ficaram colocados".

Segundo as estimativas da Fenprof, "ainda que venham a ser colocados mais três mil docentes em horários incompletos, mais de 40 mil professores vão ficar sem colocação".

O sindicato adianta ainda que nos últimos dois anos lectivos deixaram o sistema educativo 10.725 professores, estimando que, já contando com o próximo ano 2007/2008, a rede do Ministério da Educação deverá perder um total de 20 mil docentes.

Comentando as declarações de segunda-feira da ministra da Educação, segundo a qual a incapacidade de absorver mais docentes é consequência de um problema social de diminuição do número de alunos, Mário Nogueira considerou que "é o ministério quem tem a maior responsabilidade na situação que se vive", uma vez que a diminuição do número de alunos "é uma causa natural, mas um factor menor".

Na opinião do sindicalista, a principal responsabilidade está nas políticas educativas como a "falta de apoios a crianças com necessidades especiais, a falta de programas e projectos de combate ao insucesso e abandono escolar" ou o estatuto da carreira docente que, entre outras medidas, estabelece "o aumento de horas lectivas dos docentes ou a transferência de actividades de componente lectiva para não lectiva".

No que respeita aos referidos problemas sociais do país, Mário Nogueira sublinhou que também as políticas nessa área são da responsabilidade do Governo a que pertence o Ministério da Educação.

Uma das situações mais contestadas na acção na loja do cidadão foi o facto de os centros de emprego aos quais se dirigiram milhares de docentes terem limitado o atendimento a cerca de uma centena de professores por dia e de, noutros casos, os sistemas informáticos terem bloqueado, contou o sindicalista.

Mário Nogueira lembrou que são dias que atrasam o subsídio de desemprego e sublinhou que "os professores não podem ser penalizados nestas datas" porque não têm qualquer responsabilidade.

Este foi, aliás, o caso de Paulo Ambrósio, professor de educação visual e tecnológica desde a década de 80, que este ano não foi colocado, como já lhe acontecera em outros anos, e que ao chegar ao centro de emprego foi informado de que deveria voltar no dia seguinte.

"Às nove horas cheguei ao centro de emprego e fui informado de que só seria atendido no dia seguinte, sem explicação nenhuma", contou, adiantando ter a certeza que tal se deve "à grande afluência de desempregados no centro de emprego".

(sublinhados meus)

*********************************

Não é uma notícia fantástica? Não há trabalho nas escolas? Mas esta gente anda por que escolas? Só eu, no ano lectivo passado, fui titular de uma turma com vários alunos portadores de NEE, fui Coordenador de Escola e ainda responsável por uma estrutura intermédia de gestão! Este ano vou continuar a ser titular de turma... agora com mais 3 alunos repetentes... vou continuar a ser Coordenador de Escola... e resta-me saber se não serei eleito de novo para coordenar o tal órgão intermédio. Ah: não, não sou um dos tais professores-titulares, os tais que poderão atingir o topo da carreira! Sou só professor... o que, na prática, se revela a mais "pura mentira"!

Sim, na minha escola "arranjo" trabalho a mais 2 professores, é só haver "vontade política"!

Pois é, mas sobre todos este "imenso despedimento colectivo", assim de repente, lembrei-me que alguém tinha prometido a criação de 150 mil novos postos de trabalho!



A este cai-lhe um dente cada vez que diz uma verdade ou cumpre uma promessa!...

Etiquetas: ,

domingo, 2 de setembro de 2007

Fim da bonança

Agora vão começar as tormentas... com muito "mais do mesmo" do nosso querido Ministério, liderado pela fantástica Ministra e seus competentes Secretários de Estado, num ano em que se prevê exista uma acesa disputa pela conquista do prémio "O Mais Maquiavélico"!

Etiquetas: ,


 
AJUDE-ME, CLICANDO NOS BANNERS!... OBRIGADO! AGRADEÇO A SUA PASSAGEM POR ESTE BLOGUE! COMENTE...