Mais do mesmo

Mais do mesmo... mesmo do que é demais! Há 6 anos... AINDA NÃO SE PODE SER PROFESSOR?! maisdomesmo.np@gmail.com

terça-feira, 30 de janeiro de 2007

Tubianola

E agora, um pouco de música alternativa:

Tubianola

(recomendado pelo amigo Filipe... que é, também, o seu autor)

Etiquetas:

quarta-feira, 24 de janeiro de 2007

Sim ou não?

Nos termos em que a pergunta está formulada... seguramente NÃO!

Por opção da mulher?

Sem qualquer motivo? Podendo ser só... "porque sim"?

Então... NÃO!

Até às dez semanas?

Mas então por que não até... às onze? Ou às dezasseis? Ou até às quarenta e duas?

Às dez semanas a "feijoca" (era assim que eu tratava a minha filha quando tinha menos de dez semanas e eu assisti à ecografia em que se via o coração dela a bater) ainda não é nada, não é "pessoa", pelo que não faz diferença nenhuma "acabar com aquilo"? Não será por isso, seguramente...

Então... NÃO!

Por motivos económicos?

Por motivos económicos, a minha irmã mais nova não existiria. Já éramos cinco... não éramos/somos ricos... e a minha mãe já tinha 43 anos. Mas a Susana criou-se, é uma bela rapariga, está a licenciar-se... e inclusive, no primeiro ano de vida da minha filha, foi a tia a "tomar conta" da sobrinha... :)
Combatam-se é as causas que estão por trás da "exclusão social e económica" de muitas mulheres...

Então... NÃO!

É para acabar com o aborto clandestino?

Não acredito que muitas mulheres, que querem esconder o facto dos maridos, amantes, filhos ou restante família... dos amigos, dos colegas de trabalho e da sociedade em geral, passassem a recorrer a um hospital público para abortarem. É óbvio que vão continuar a recorrer às clínicas... onde entram incógnitas e saem em segredo... se é que me faço entender!

Se me responderem que o "verdadeiro problema" de saúde pública são as mulheres "sem condições financeiras", de "classe baixa"... que irão recorrer ao "aborto de vão de escada"... então o Governo que aposte, desde já e em força, na educação, que aposte no planemanento familiar, que aposte numa verdadeira política de apoio à família, que aposte no apoio às instituições que existem para apoiar as mulheres e as crianças em risco!...
Já o fez? É que não tenho notado...

Se bem se recordam, ainda há pouco tempo se discutia aqui, noutros locais da Blogosfera, na comunicaçaão social e na opinião pública em geral que as professoras teriam de praticamente "renunciar" à maternidade para poderem progredir na carreira, para poderem aspirar a atingir o topo da mesma.

Então... NÃO!

Etiquetas:

segunda-feira, 22 de janeiro de 2007

O traidor

Uma anedota para descontrair... que por aqui, no Mais do mesmo, há uma grande necessidade de combater o stress! E desse lado também, certo? :)

*******************

Um amigo apanha outro no WC a urinar sentado na sanita:

- Mas o que é isto?! Oh pá, os homens mijam de pé! O que te aconteceu?!

- Olha, na 2.ª feira passada saí com uma loira, 1,80 m, seios fartos, um corpo inacreditável... e na hora H murchei! No dia seguinte saí com uma morena, 20 anos, corpo firme, carinha laroca... e na hora H murchei! Na 4.ª feira saí com uma ruiva... murchei! Na 5.ª feira curtia com uma cota enxuta... e na hora H... tudo em baixo!...

O amigo, indignado, pergunta-lhe:

- Eh pá, tudo bem, murchar faz parte, acontece a qualquer um, mas... mijar sentado?! Passaste-te da carola?

- Mas olha lá: tu achas que depois disto tudo eu ainda vou dar a mão a este traidor?!

    » recebido por e-mail «

Etiquetas:

quarta-feira, 17 de janeiro de 2007

É mais do mesmo, pois claro!

Morreram seis pescadores na Nazaré... e "eles" tiveram de rever, à pressa, os mecanismos de salvamento disponibilizados até então. Se calhar tiveram de desviar um ou outro helicóptero da frente de batalha (ah, não estamos em guerra?)

Morreu um desgraçado em Odemira... e agora já estão previstos mais uns mecanismos de socorro... de "acção rápida... ou semi-rápida"! Se não é bem como os meios de que dispõe o INEM... é algo que se aproxima!

Entretanto ficámos a saber, através da Ordem dos Médicos, que "nos hospitais públicos há médicos estrangeiros a realizar partos e outras urgências obstetrícias sem a necessária especialização".
Aqui há uns tempos fecharam uma série de Maternidades, não foi? Bestial...
Para a situação ser regularizada presumo que tenham de morrer mais algumas "portuguesas de segunda"!

Na Educação a contestação à Terminologia Linguística para os Ensinos Básico e Secundário atingiu níveis inauditos, com vários professores catedráticos, incluindo alguns especialistas em Linguística, a confirmarem a existência de erros científicos graves na nova terminologia. Mas a contestação estende-se a pais, alunos e simples professores... e dentro em breve o assunto vai chegar ao Parlamento!
Para já, parece que o Governo se prepara para suspender a generalização a todo o ensino básico e secundário, por não haver "neste momento" uma formação suficiente dos professores. Quem o disse foi o director-geral de Inovação e Desenvolvimento Curricular, Luís Capucha.

Mas... se é por isso, por culpa dos professores (hahaha, claro... claro...) pergunto eu: não teria sido mais lógico e do mais elementar bom senso ter feito primeiro a formação dos professores e só depois proceder à implementação da tal nova terminologia? Não lhes passou isso pela cabeça? Nunca ouviram o ditado popular "quem vai para o mar avia-se em terra"?

(Vá... enganem-me, que eu gosto!)

Mas agora "eles" também querem que no 2.º Ciclo passe a haver um só professor a ensinar as principais matérias: Português, Matemática, Ciências da Natureza, História, Geografia e Expressões, embora com o apoio de outros docentes especializados.

Para isso, o/a "SUPER-PROFESSOR/A", o novo "Erasmo de Roterdão" tem de possuir uma licenciatura em Educação Básica, terá que ter um mestrado constituído por 30 créditos em Português, 30 em Matemática, 30 em Estudos do Meio, que inclui Ciências da Natureza, História, Geografia de Portugal e ainda 30 créditos em Expressões.

(eu nem quero imaginar as horas que vão ter para preparar aulas... materiais... testes... esse tipo de coisas que agora obrigam muitos professores do 1.º Ciclo a fazerem para lá das suas 35 horas de trabalho)

Bestial! Fantástico! Só falta dizerem que o "SUPER-HOMEM/MULHER" também irá dar-lhes o almoço na cantina, para não estranharem muito a ausência de acompanhamento que muitos dos professores do 1.ª Ciclo (eu incluído) prestam aos seus alunos.

E os "actuais" professores do 2.º Ciclo... o que irão fazer deles? É desta que se transformam em porteiros, auxiliares de acção educativa, bibliotecários e ajudantes de cozinha?

(Meu Deus... quando escrevi aqui o ano passado que estávamos a assistir ao princípio do fim da Educação em Portugal, tal como a conhecemos, estava longe de imaginar o INFERNO em que isto se está a tornar)

Etiquetas:

domingo, 14 de janeiro de 2007

Portal dos sites

Começo a semana deixando-vos um endereço que considero muito útil e que recomendo que guardem na pasta de "favoritos". Eu já o coloquei ali ao lado, para estar sempre ao alcance de um clique:

Portal dos sites

Podem, inclusive, contribuir com sugestões de mais sites que considerem pertinentes, através do endereço recomendo@portal-sites.net.

Aos professores e pais permitam-me que faça um destaque: portal da dislexia.

Mas há aí muitas outras coisas para descobrir!

Também aproveitei algum tempo livre para organizar os links disponibilizados aqui na parte lateral do blogue. Retirei alguns que estavam "mortos" ou com "teias de aranha" e introduzi algumas novidades... :)

Boa semana!

Etiquetas:

sábado, 13 de janeiro de 2007

Sou tão pobrezinho

Mais uma que li no "Correio da Manhã":

«O ministro de Estado e das Finanças, Teixeira dos Santos, concedeu ao seu colega de Governo do Ministério dos Negócios Estrangeiros um subsídio de alojamento, solicitado pelo próprio. Luís Amado recebe mais 44,14 euros por dia como ajuda de custo para viver em Lisboa, o que dá por mês mais 1324 euros no rendimento.»

(ler aqui o resto)

Ainda estou de boca aberta:
[ironia]não sabia que havia governantes tão pobrezinhos[/ironia]!

Eu solicitei ao meu banco uma redução no "spread", para ver se conseguia compensar um pouco os elevados gastos em combustível que estou a ter este ano. O meu banco passou-me a taxa de juro de 4,594% para 4,386% (uma redução de 0,208%, portanto), a que deve corresponder, em termos reais, uma redução de menos de 20 € na prestação mensal... mas isso só irei confirmar no final deste mês!

Digo-vos que até estava um pouco "animado" com estas contas que tinha estado a fazer ao fim da manhã. Mas agora, depois de ler que o Sr. Ministro, que aufere um vencimento de 4651 €, ia ter, por dia, um subsídio de 44,14 €... sinto-me... sinto-me... sinto-me uma espécie de "português de segunda"... algo a que estava a resistir em admitir que fosse, embora ande há uns meses a habituar-me à ideia de ser um "professor de segunda"!...

Etiquetas:

Casa roubada, trancas à porta

Leio no "Correio da Manhã":

«As medidas anunciadas pelo ministro da Defesa, Nuno Severiano Teixeira, para melhorar as condições de segurança e de salvamento agradam à Comissão para o Melhor Salvamento dos Homens do Mar que, no entanto, espera que o Governo promova mais iniciativas para aumentar a segurança no mar.»

Mas foi preciso morrerem seis pescadores... e a comunicação social não deixar de dar voz a quem tanto protestou!

Agora pode ser que os elementos ligados aos serviços de socorro "estejam de prevenção 24 horas por dia". É que, como se ficou a saber... ia toda a gente para casa ao fim da tarde, como se "aquilo" fosse um simples escritório!

Agora pensando na Educação:
espero bem que não seja preciso morrer nenhum professor para o país perceber finalmente que o rumo que o Ministério da Educação está a seguir é profundamente errado!

Ainda há minutos um vizinho, professor do 3.º Ciclo, me confidenciava que tem dormido apenas uma média de 4 horas por noite porque tem de conseguir fazer em casa aquilo que seria suposto dever/poder fazer nas longas horas em que é obrigado a permanecer na escola. O problema é que nem ele nem nenhum colega tem condições para fazer o tal trabalho, já que, para além de "darem" aulas e de terem outras tarefas inerentes à coordenação pedagógica, por exemplo (reuniões... actas... documentos... relatórios... mais reuniões... mais actas, etc), têm ainda de fazer substituições, para além de outras tarefas que lhes vão sendo confiadas em diversos âmbitos! E, como é óbvio, também não há salas e computadores disponíveis para trabalharem!...

Solução? Trabalhar em casa pela calada da noite, depois das duas filhas menores estarem deitadas e a dormir o sono dos justos!

Pois é... sei muito bem do que falava! E vocês sabem?
É pena que uma grande maioria queira permancer "cega e surda" e se deixe embalar pela demagogia bacoca alardeada por este Governo!

Oxalá não seja preciso morrer nenhum professor em plena sala de aula... embora seja cada vez mais uma evidência para mim que são os docentes os "clientes" mais prováveis e assíduos dos serviços de psiquiatria dos hospitais e das clínicas! Ainda me lembro muito bem o que me contava a minha esposa quando trabalhava num dos Hospitais Psiquiátricos da Zona Centro!

(para quem pensa que estou a exagerar, apenas digo que construo as minhas ideias baseando-me na minha observação directa dos factos e da realidade, naquilo que eu próprio vivencio e nos inúmeros lamentos e queixas que ouço de muitos colegas espalhados pelo país... e, curiosamente, principalmente de docentes que nunca foram "baldas")

Etiquetas:

quinta-feira, 4 de janeiro de 2007

3 anos de Mais do mesmo

Pois é verdade, foi há 3 anos que o Mais do mesmo apareceu na Blogosfera. Parece mesmo que foi ontem... :)

E, perguntam-se vocês: o Mais do mesmo paga um copo?



É claro que sim! Mas... não se empurrem e tragam palhinhas, que o tempo é de crise e não vejo jeitos de haver retoma! :P

(obrigado por irem passando por cá)

Etiquetas:

terça-feira, 2 de janeiro de 2007

Mais do mesmo quase aniversariante

À hora em que escrevo, à beira de o MAIS DO MESMO completar 3 anos de actividade, os registos do Webstats4u.com indicam o seguinte:

***************

Measuring since »»» 9 February 2004 [mais de 1 mês após o nascimento]
Total number of page views up till now »»» 50060
Busiest day so far »»» 20 September 2004
Page views »»» 150
Page views today [02/01/2007] »»» 36
Page views yesterday [01/01/2007] »»» 27

***************

Digno de reparo (digo eu): o MAIS DO MESMO já ultrapassou as 50 mil visitas!... :)

Eu sei, não é nada de especial no mundo da blogosfera... mas eu estou satisfeito que muita gente tenha perdido algum do seu precioso tempo a ler/comentar o que um simples homem/cidadão português quase anónimo/pai/marido/sportinguista/professor foi escrevendo ao longo de mais de 1000 dias!

Sinceramente, nunca pensei ter paciência para chegar aqui, a este ponto onde nos encontramos! Se o consegui, foi também graças a vós! Obrigado por todas e cada uma das vossas visitas!

Tenham um excelente ano de 2007!

Etiquetas:

segunda-feira, 1 de janeiro de 2007

Olá 2007!

À minha esposa, filha e restante família, a todos os meus amigos, colegas e leitores... votos de um excelente ano de 2007!

Excelente, desejava eu... mas ao menos que tenham um ano com saúde (não se esqueçam dos cuidados necessários para a manterem), trabalho (não deixem que o patrão vos despeça) e um tecto (embora eu saiba que a maior parte dos tectos de todos nós... são dos bancos)... já que os poucos euros que se vão conseguindo ganhar mal chegam - eu sei! - para pagar as contas do dia-a-dia... e os impostos que este Governo tinha prometido não aumentar!

Mas... ano novo... esperanças renovadas num futuro melhor, certo? Pode ser que haja eleições antecipadas... ou algo assim!... :)

(mas quando penso nas alternativas... tenho vontade de fazer o que vai fazer a minha prima Catarina: emigrar!)

Volte sempre!
 
AGRADECEMOS A SUA PASSAGEM POR ESTE BLOGUE! COMENTE...